Relato de atividade em sala de aula

MEMÓRIAS POR UM FIO

A Velha a Fiar
30/10/2008
Ensino Fundamental - Anos Finais
33
Elisângela Mendes de Matos



Complementar com recurso visual o gênero Memórias que estava sendo trabalhado na sala com as "Olimpíadas de Língua Portuguesa". Desenvolver a capacidade de percepção, raciocínio, escrita e interpretação através do gênero trava-línguas que se encontra na letra da música. Instigar a curiosidade pelo modo de viver nas fazendas de antigamente. Reconhecer e respeitar a importância do idoso e suas memórias. Valorizar a diversidade cultural.

Foi apresentado o curta aos alunos depois de uma conversa prévia de como aproveitar ao máximo a riqueza cultural do filme através de pesquisas, entrevistas com os primeiros moradores da comunidade quando a mesma ainda era fazenda, produção de textos sobre memórias. Devido os alunos já possuirem conhecimento sobre o gênero Memórias foi possível produzir textos logo depois de assistirem e de copiarem a letra da música. A próxima atividade foi realizada de acordo com as características do cenário do filme, sendo assim foi proposto aos alunos que trouxessem objetos antigos que eram utilizados naquela época como: ferro a brasa, "candeia", "vitrola", "boque"(objeto que foi substituido pelo isqueiro e fósforo), "fuso" e outros... Depois de trazerem os objetos foi realizada uma exposição no pátio da escola com a presença de pessoas idosas da comunidade para falarem durante o evento sobre a utilização dos objetos na época em que tinham utilidade e as diferenças de comportamento das pessoas daquela época com as de hoje na questão do respeito pelos mais velhos, pelos professores, pela família e pelo próximo, e em outras questões como vestuário, namoro, etc. Durante os depoimentos os alunos faziam perguntas sobre algo que queriam saber.

Os alunos ficaram fascinados com o curta, cantaram e fizeram uma disputa na sala para descobrir quem conseguiria copiar mais rápido a letra da música, o que acarretou em ter que repeti-lo várias vezes até que aparecesse o vencedor. Isso gerou um agradável clima de descontração, aprendizagem e interesse, alcançando objetivos como: melhora da escrita, interpretação e auto-estima de alguns alunos. Além disso, despertou em toda a classe o interesse pelo final do filme "que é a morte que encerra com tudo que existe". Interessaram-se também pelo fato de irem às casas das pessoas escolhidas para serem entrevistadas na qual ouviam suas narrativas sobre aventuras e peripécias. Com isso aprenderam importantes lições: a riqueza cultural que os idosos nos oferecem e nem sempre são valorizados, bem como, o quanto os objetos antigos como a roda que a personagem do curta faz o fio, nos traz recordações e nos oferece a viajar num mundo imaginário e fantástico que não existe mais.